Lideranças municipais e trade turístico da Região das Hortênsias estão mobilizados e traçando estratégias para enfrentar os desdobramentos causados pela pandemia Coronavírus. Na medida em que o alerta no mundo aumenta, a região está adotando ações que vão ao encontro do que é orientado pelo Ministério da Saúde.

De forma objetiva e ágil, as secretarias de Turismo e de Saúde de Canela lançaram na segunda-feira, 16, uma campanha com orientações de prevenção para que a comunidade e os visitantes estejam amparados e também cientes de que o momento pede a colaboração e empatia de todos. A campanha atinge pontos turísticos, hotelaria, gastronomia, comércio, comunidade e visitantes. “Precisamos estar alertas e seguir todas as orientações relacionadas à saúde, tão imprescindíveis nessa hora. Este é o momento de unirmos forças pelo bem comum, por isso lançamos a campanha”, reforça o secretário de Turismo e Cultura de Canela, Ângelo Sanches.

Segundo ele, toda a administração municipal permanecerá atenta e monitorando tudo o que acontece na cidade, a fim de prestar o auxílio necessário. “Estamos seguindo todas as orientações do Ministério da Saúde, pensando no bem-estar e na integridade da comunidade canelense e dos turistas”, diz Sanches.

Decoração mantida e espetáculos suspensos

A Páscoa em Canela estará representada através da decoração nas ruas. A Catedral de Pedras e seu entorno, o Centro da cidade, a Praça João Corrêa e o pórtico receberão diversos cenários lúdicos. Já os espetáculos que concentram grande público, estão temporariamente suspensos. A administração municipal estará avaliando diariamente a questão, considerando que o evento está programado para se iniciar no dia 4 de abril, seguindo até o dia 21. “Depois do sucesso do Natal, a Páscoa em Canela irá reinventar a sua decoração, que será mais lúdica e interativa. Estamos trabalhando intensamente para fazer com que a Páscoa não perca o brilho e nem a religiosidade que viemos resgatando e oferecendo nos últimos anos, tanto para a comunidade como para os turistas”, reforça o secretário. “Estamos vivendo uma situação muito delicada, precisamos agir com responsabilidade, considerando questões de saúde pública, mas também os impactos na economia, procurando propor a melhor solução”, destaca Sanches.

 

FOTO: Cleiton Thiele/SerraPress – Arquivo Páscoa em Canela